Meu despertar

Escutei claramente um toc..toc…toc. Dei um salto, abri meus olhos e vi um clarão vindo ao meu encontro. Corri e abri a porta para que entrasse, ofereci pouso para que ali ficasse. Quero muito ser parte de Seu corpo e repousar para sempre em Seus braços de amor! Desde então ouço Sua doce e firme voz a me guiar pelo caminho em que devo andar, pois para que com ele possa ficar, tenho mandamentos à cumprir. Mostrou-me o que sou e o que devo me tornar para em Seu plano adentrar. Lutas terei que travar e bravamente com a espada em punho sem esmorecer, derrubar um a um de cada gigante em pé, deixá-los ao chão, derrotados, esmagados, para que nunca mais se levantem. Alertou, que parte de mim o querer travar a batalha e que sempre estará comigo adestrando minhas mãos para guerrear. Enfatizou, que tudo dependerá do meu plano de guerra e se com ele irei me aliar para a vitória alcançar e quando esse dia chegar, com ele irei voar e em Seu plano adentrar, delícias eternas desfrutar e em paz repousar!

Por Loir Xavier

Nascente do imo

Início do interno, origem do mais profundo, nascente do imo, broto da consciência.
Estamos dentro de uma complexidade tamanha, a razão de existirmos e há uma vereda a trilharmos para nos descobrir como ser, é um caminho desbravador, racional, onde chegamos a compreensão do que nos é útil saber para sermos funcionais como criação. E dentro deste assunto gosto sempre de enfatizar que já passamos a fase de sêmen, onde junto a ele já tínhamos vida e adentrando o óvulo da nossa mãe iniciou-se o processo gestativo, ali já havia a porção das duas existências, carne e espírito e no tempo certo nascemos neste mundo, adentramos a segunda fase da vida, a etapa humana. Conforme nosso crescimento, naturalmente fomos produzindo nossa consciência como um fruto, eis aí o terceiro elemento, o elo perdido, o alvo do Criador, pois é esta consciência que a tudo manifesta e dá valor.

Ela é como um campo vasto, um espelho que reflete a existência, é nela que tudo se passa, onde são alojados os sentimentos, as ligações e a nascente do imo, sua origem se deu a junção das duas existências opostas, a matéria e o espírito, então o fruto foi despontando. Essa consciência tem o poder de pensar, raciocinar, formar ideia, determinar e agir tanto pela existência carnal, quanto pela espiritual e vale lembrar, que este fruto é para o benefício de quem nos criou e sua existência não é material, mas espiritual, sendo assim, esta consciência deve ser trabalhada, colhida, desligada da matéria e ligada no espírito, pois dele provém a vida que já habita em todos nós. E dentro desse profundo, desse interno devemos fazer jorrar o manancial de águas vivas que limpa e transforma nosso ser.

Por Michele Mi

Ferida na alma

Imagine quando a tua consciência acordar no vazio eterno? Ignorou o espírito da vida e agora ele te desprezou. Azarias disse: o senhor está convosco, se vós estiverdes com ele, mas se o deixardes, ele vos deixará. A consciência pode escolher ficar com o espírito de Deus ou com a carne, mas sabemos que a carne não tem vida própria, o espírito é quem a vivifica, mas uma vez, ele voltou a Deus, a carne morre e a consciência é quem sofrerá as consequências na eternidade.

É incrível como nenhuma consciência enxerga isso, estão todas como as reses na fila do matadouro e nada fazem para sair desse caminho. Sabem que a carne vai morrer, mas mesmo assim vão atrás dela até cair no vazio eterno. Temos o espírito da vida dentro de nós e ele seria a nossa vida eterna, mas todas as consciências o ignoram e não fazem caso dele. Deus já nos assentou a porção do seu espírito, era só a consciência se entregar a ele que tudo ele faria, ele iria nos desligar da carne e nos ligar a ele, ele faria a ferida, mas ele mesmo a curaria, e depois de dois dias nos daria a vida e ao terceiro dia nos ressuscitaria no plano do céu e viveríamos por ele eternamente.

Andar no caminho da vida é maravilhoso, dói um pouco na verdade na hora de nos desligar da carne, mas tudo isto é necessário para a nossa vida eterna. É assim como uma mulher na hora de dar à luz, dói um pouco na verdade, mas necessário para que o filho nasça. É tudo muito claro, nós estamos dentro de um propósito e temos que conclui-lo para darmos sequência a nossa existência e adentrarmos o plano espiritual, se a consciência não realizar este propósito em si, cairá no vazio eterno e ficará com uma ferida na alma por toda eternidade. Veio ao mundo só pelo propósito de Deus, mas não o realizou, agora é enfrentar o seu vazio sem ter a quem reclamar.

 

Por Rozivane Pereira

Gritar pela liberdade

– Ei! Alguém aí em cima está me ouvindo? Por favor me tire dessa masmorra! Liberte minha alma de descer a cova, não deixe que eu me perca com os ímpios!

– Me chamou meu filho, eu estou aqui dentro, ao seu lado, não precisa gritar aos céus, basta pensar que eu te escuto. O que queres de mim?

– Senhor, a minha alma está aflita, eu fui jogado aqui neste mundo dos mortos e não estou vendo saída para a minha alma.

–  Calma meu filho, eu fui enviado a você para te tirar desta situação, vou te livrar de tudo que você é preso a este mundo, pode doer um pouco e demorar o processo, mas eu vou te tirar de todos esses espinhos, como o espinho de Paulo, eu vou te cortar da carne e vou te ligar a mim, vou fazer a ferida, mas vou curá-la. Só peço para que você suporte um pouco a dor, será para o teu bem eterno, você está decidido mesmo meu filho a sair deste mundo, a deixar todas as coisas daqui?

– Sim, meu senhor, a minha alma está muito ferida e o senhor vai ter que ter um pouco de paciência comigo.

– Não importa meu filho, o que importa é você querer, querer de verdade, fique longe do que você está ligado, não ouça conversinha mole do diabo, desprenda de vez daquilo que você julga que possa tirar a tua alma de mim, não se envolva com pessoas ou com coisas erradas, seja sempre consciente do que você está fazendo, não deixe ser levado por alguma desventura, não acredite no ser humano, não se apegue a nada deste mundo, nem às coisas e nem às pessoas. Deste mundo eu não levo nada, somente a tua alma pura. Lá no meu lugar, viveremos em paz eternamente, sempre tenha na sua cabeça que você não pode se prender a nada deste mundo, concentre a tua consciência em mim e faça tudo que eu te orientar, a tua alma pode sentir muita dor, mas jamais ela morrerá com a carne. Eu sei que a tua consciência está ligada a carne como um fruto natural, como que por uma haste, mas agora vamos colher este fruto da carne para o bem eterno de Deus. Deus me enviou a vós para te tirar desta situação e não permitir que a tua alma desça a cova. Você está mesmo disposto a realizar esta obra de Deus comigo?

– Sim senhor, eu estou disposto, eu quero a minha vida eterna.

– Então, coragem e venha comigo!

Por O teu espírito diz

Superinteressante

Adjetivo composto, tem por significado algo digno de atenção, notícia importante, que atrai…tem por sinônimo: atraente, simpático.

Há inúmeras coisas superinteressantes neste lugar em que habitamos, além de todo o universo, que atraem a atenção e provocam curiosidades. Uma destas, é o próprio Homem e sua existência enquanto matéria, pois no que tange ao produto desta criação não é até o momento digno de atenção. Talvez pelo fato do humano trabalhar com o que se materializa à sua frente, de forma que veja e possa tocar, é o velho ditado: “ver para crer!”.

Superinteressante é o que superabunda os olhos! Diante de tal afirmação, porquê o propósito de Deus, do qual somos ativos participantes não é digno de atenção, não é tratado como notícia importante? Afinal, através de seu conhecimento e sua compreensão, todas as coisas pertinentes a esse tempo são explicadas. E mais, a razão da existência humana! Fato é, que embora seja Deus o Criador de tudo que há, Ele e Seu intento foram colocados em um lugar secundário, sem importância alguma, pois a continuidade da vida no plano espiritual é desinteressante, embora todos a queiram e julgam tê-la. Bem, talvez seja essa a explicação: julgam tê-la! Se é que há uma explicação plausível para tal fato!

O que podemos afirmar com toda a certeza é que se vissem ou ao menos se dispusessem a ver através do raciocínio lógico, onde os “se” e “talvez” se dão em certezas, veriam quão superinteressante é descobrir-se, em meio ao caos de conceitos, crenças, tradições.

Imagine abrir uma cortina e poder contemplar todas as maravilhas dantes encobertas, preparadas pelo Criador, dispostas uma a uma, em uma perfeita e maravilhosa paisagem e mais tendo a vida, o espírito santo de Deus, por exímio curador!

Isto sim é superinteressante!

 

Por Loir Xavier

Interior do véu

Interior: imo, âmago, alma, situado dentro dos limites de algo;

Véu: tecido que serve para cobrir ou proteger alguma coisa; aquilo que cobre ou esconde alguma coisa (fumaça, neblina).

No cristianismo, quando usado sobre a cabeça das mulheres é entendido por submissão, honra e dignidade, o que demonstra ritos e tradições.

Na tradição hebraica, o véu era usado no templo de Jerusalém para separar o santo do Santo dos Santos, no santuário, onde apenas o sumo sacerdote entrava uma vez ao ano na presença de Deus, fazendo o papel de mediador entre Deus e os Homens, levando o pedido de perdão dos pecados de todo povo, qualquer outro que tentasse era morto. Véu que se rasgou em dois com a morte de Jesus!

Em analogia, o véu representa a carne e os enganos provenientes dela, que cegam os olhos da consciência, bloqueando o raciocínio que lhe permitiria alcançar o entendimento e enxergar a verdade de Deus, cujo qual é a sua única e própria verdade, sua identidade. É o que separa a consciência de ver a glória de Deus, pois em seu interior há apenas impurezas e somente os que se fizerem alma pura verão à Deus. É onde o Seu espírito visita e tudo vê! É a cédula de separação a ser rasgada por cada consciência! É o limite a ser quebrado, o muro a ser derrubado!

Estamos dentro de um propósito e realizá-lo é a ação contundente a ser praticada para que possamos adentrar o interior do véu, o Santo lugar na presença do Criador, revestidos em um novo ser, como espirituais, onde apenas aos filhos em semelhança é permitido tocar os pés!

 

Por Loir Xavier

Caos total

O mundo está um caos total. As pessoas correm endoidecidas de cá para lá e de lá para cá, num ritmo frenético e frequente atrás dos bens dessa Terra. Numa enorme competição umas com as outras para ver quem tem mais ou menos, numa total falta de escrúpulos que os tornou capazes de chegar às vias de fato, em alguns casos. O que vale é o ter! Bens, prestígio, poder, que gera bajulação, inveja, cobiça e por aí vai…
E por mais que tenham seus “sonhos” realizados continuam nutrindo uma enorme insatisfação por suas vidas, reverenciam ao deus fabricado pelo engano. Fato é que estamos dentro de um propósito e estamos aqui para a realização deste, afinal de que valerá ganhar o mundo inteiro e perder a vida? De nada valerá, pois o maior de todos os tesouros, que nos torna ricos, abastados e que é de uma preciosidade incalculável, habita em nós. A riqueza que ele, o espírito da vida nos dá, não pode ser dimensionada e tão pouco calculada, pois ser parte do Eterno é o maior, o melhor e o único tesouro!

Por Loir Xavier

Sentido único

O céu bordou no solo rastros de luz, onde vagalumes acendem os passos para que o coração tenha uma diretriz, a vida por si só já se faz a bússola que se encontra com a eternidade e seu sentido nunca irá mudar. Um caminho de descobertas, autoconhecimento, mergulhando em suas intenções e desejos, refletindo sua alma de dentro para fora e acima de tudo a luta para se reconstruir em cima da rocha. Nossos caminhos se cruzam pela matéria, a existência e seu estado, a partir daí há uma necessidade de metamorfose, trocar de ser, como trocar de vestes, tecer um novo vestido com novos tecidos, nova seda, novo tudo. Neste caminho não há brechas, não há atalhos ou forma de contornar, apenas um sentido, uma direção, não conseguimos passar ele sozinho, precisamos da luz da vida que está em nós, ela vai nos guiar, não deixará que nossos pés resvalem para o precipício e segurará nossas mãos em todo passo dado. Pode doer, e vai doer, fazer a ferida, mas vai curar, e um novo broto nascerá e dessa vez não haverá sofrimento, mas só vida e paz.

 

Por Luiza Campos

A verdade entrelinhas

Não seria medo da verdade para se subentender nas linhas, apenas foi assim que aconteceu, as mentiras tão presentes que sua realidade ficou como que beirando o precipício, na margem de todo pensamento. Entendo o porquê disto, a verdade seria dolorosa demais para quem vive em imaginações, é preciso uma dose com os pés no chão, aos poucos, para não assustar suas vidas banais. A verdade é uma só, não há outra, se cumprindo em nós que não andamos segundo a carne e sim segundo o espírito que já está em nós pela vida. O tempo deu um jeito de profanar a visão das almas, hoje a mentira é compartilhada com toda certeza de sua veracidade, porém até onde vai uma mentira? Já diz um dito popular que a mentira tem perna curta, nada à salva, nem mesmo a fé, digo isto com certeza em minhas palavras, pois a verdade está comigo, sendo assim não tenho propriedade em minha fala? A verdade para mim está clara e não entre linhas, o mundo só não há enxerga pelo simples fato de se alimentar com o que é ilusório, e assim a lei de Deus ficou nas penumbras da noite, perdida nos poemas e sozinha nos pensamentos humanos, nunca esteve entre linhas, apenas são cegos pela mentira.

 

Por Luiza Campos

Escolha!

Cada qual tem o poder de fazer as suas próprias escolhas, e fazem.Todos dizem ir para o céu, mas suas escolhas estão realmente os levando para lá? Sabemos que estamos dentro de um propósito e também que a vida é feita de fases. Esta em que estamos é a fase da realização deste propósito, haja visto que nesta produzimos a consciência e esta deve ser em favor do Criador. É pela consciência também que se dará a nossa continuidade de vida, ou seja a eternidade. Vale lembrar que foi posto dois caminhos ao Homem, o do bem e o do mal, e o poder de escolha. Cada caminho um proceder…Cada escolha a sua consequência…vida infinda ou morte eterna! O senhor da vida habita em cada um, basta que a consciência escolha senti-lo para segui-lo no caminho que se dará ao céu.Tudo se dá pelo poder de escolha!

Por Loir Xavier