Palavra que rasga o véu
A ignorância da nossa alma
Absolve ou condena o réu
Dilacera e traz a calma

Corta para os dois lados
É apta para separar
Faz-nos discernir todas as coisas
E colocá-las em seu lugar

É necessário ingerir diariamente
As dosagens certas para o coração
Para abrirmos os olhos da mente
E enxergarmos pela razão

Ela penetra o nosso profundo
E tem o poder de libertar
A verdade é uma espada de dois gumes
Remédio eficaz para curar

O engano pode amenizar
Mas aprisiona e faz sofrer
A verdade nos dá asas para voar
E não deixa a alma adoecer

Muitas vezes desce amarga
Mas não adianta dela fugir
Abra as portas de sua casa
Não deixe-se sucumbir

Seja dela companheiro
Crie laços e compromisso
Segure a espada como um guerreiro
Não seja da mentira submisso

Ela penetra o nosso profundo
E tem o poder de libertar
A verdade é uma espada de dois gumes
Remédio eficaz para curar

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: César – São Paulo/SP