Correria desenfreada
Causadora de tantos lamentos
Alma triste e angustiada
Na busca de abraçar o vento

Raízes profundas no pó
Aprisionam todas as mentes
Na garganta sentem o nó
E o imo segue doente

Não encontram a saída
E vão longe no lado externo
Mas a amiga sabedoria
Bate a porta do seu interno

A felicidade mora ao lado
A parte que te completa
Coração amargurado
Liberte-se dessa cela

Não se apegue ao que fenece
Frieza e tom fumê
A vida em ti resplandece
Deixe ela guiar você

Acorde enquanto é tempo
Ainda há esperança
Busque a compreensão e o entendimento
Aprenda com as crianças

Elas nos ensinam coisas belas
Não devemos nos preocupar
Veja o lume por sua janela
Deixe o sol em ti raiar

A ampulheta está caindo
Os dias estão passando
Quero ver sua alma sorrindo
E a alegria transbordando

Por Michele Mi