É tão bom sentir-se leve
Chorar e abrir o coração
Esvaziar-se do que entorpece
Buscar a libertação

Existem coisas no interno
Que afligem tanto as almas
Frio que corta como no inverno
Levando para longe a calma

Mas há no profundo uma chama acesa
Querendo seu peito aquecer
Queimar o passado de tristeza
Tornar em cinzas o anoitecer

A vida preenche todo vazio
E cura todas as feridas
Na face reluz o seu brio
Floresce a alegria infinda

Sentimento de completude
E agradecimento verdadeiro
Por começar a ver com amplitude
Como tudo acontece lá dentro

O alimento desce do céu
Para cada um o necessário
Poemas doces como o mel
Guardo em meu relicário

Degusto cada porção
E sacio minha consciência
Vivifica meu coração
Dá sentido a minha existência

Tamanha felicidade
Transborda todo meu ser
Por encontrar uma amizade
Que faz meu imo reviver

Por Michele Mi