O amor é a pura compreensão
E devemos rever nossos conceitos
Dar liberdade ao coração
Analisar os sentimentos

É grandioso gerar um filho
Mas é um ser independente
Terá que trilhar seu próprio caminho
E a mãe disso ser consciente

Cortar o cordão umbilical
É um processo doloroso
Mas temos em nós o divinal
O filho da vida majestoso

Amor de mãe
É deixar o passarinho voar
Conhecer-se no profundo
E ter prazer para voltar

A igualdade deve prevalecer
Na alma de cada um
O amor brotar e crescer
E tornar-se em todos comum

Aquele sem acepção
Sem olhar a quem
Que não faz distinção
Tornando a alma refém

Na infância o instinto materno
Nos instiga a decifrar a alegoria
O leite natural que sustenta
O filho pela sabedoria

Amor de mãe
É deixar o passarinho voar
Conhecer-se no profundo
E ter prazer para voltar

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Fátima Silva – Apucarana/PR