Ela é luz que resplandece e renova a face da Terra, quando se vai tudo fenece e torna às cinzas dessa esfera. Se ainda manifesta o seu brilho, ainda há esperança, és o tempo mais oportuno, de tornar-nos como crianças. Ter os olhos bons, sem nenhuma maldade, mesmo estando ainda nesse plano que impera tanta crueldade. A vida pulsa e bombeia, jorrando sua essência em nossas entranhas, é doce sua presença, sua paz e sua bonança. Ela transforma com sua mão, uma grandeza de se admirar, uma semente do tamanho de um grão, torna-se em uma árvore espetacular. Contemplar todo esse quadro deixa minha alma sadia, alimento que me sustenta, a divina sabedoria. Ela faz de uma consciência bruta, uma pedra preciosa e a cobre com a mais linda túnica, vestimenta gloriosa. Tenhamos prazer na vida e a sintamos no mais profundo, somente ela mantém tudo lindo, é a cor que realça todo esse mundo. Não deixe apagar o lume que um dia te acendeu, és nossa estrela perpétua, livrando nossa alma do breu, simetria que nos completa.

Por Michele Mi 
Tema: Arthur Campos – Santa Fé/PR