Remanso do meu mar
Quietude, clima ameno
Voz doce à sussurrar
Sentimento tão pleno

Ondas celestiais
Transportam minha alma
Rimas e versos divinais
Trazem ao meu imo a calma

Confortam meu coração
Afagam meu peito
Em meio ao caos de desolação
Refrigério rarefeito

Fonte perene do âmago
Palavras doces como mel
Advindas de outro plano
Inspiração do céu

Reviravolta no externo
Correria de amargar
Calmaria no interno
Ouço a vida ecoar

Alimenta-me passarinho
Com teu canto majestoso
Leva-me ao seu ninho
Habitat esplendoroso

Sinto paz e o sossego
Ar sereno da liberdade
Leveza do desapego
Fruto doce da verdade

Completude nas entranhas
Água pura, tranquila
Simplicidade de criança
Excelência da sabedoria

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Simone Nascimento – Taboão da Serra/SP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.