E assim caminha a humanidade
Cada cabeça uma sentença
Muito distante da realidade
Enganos que geram doença

A lógica está invertida
Mudaram a direção
Tornou-se banal a sabedoria
E cultuam a mera criação

A cegueira da alma alastrou
Parece não ter uma razão
Do sentido da vida desviou
Contaminou o coração

Deuses de si mesmos
Governados pelo próprio ventre
No ar exalam o veneno
O mal dominando a mente

Olhos altivos
Soberba e arrogância
O respeito seria um princípio
Começar do zero, tornar-se criança

Uma nova visão
No prumo da justiça
A verdade sempre à mão
Na linha traçada da vida

Abaixar os olhos
Calçar a sandália da humildade
Discernir cada ponto
Encaixar as peças pela verdade

Hoje é o dia de buscar
E compreender a própria razão
Pois o tempo irá acabar
Sem volta e solução

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Simone Nascimento – Taboão da Serra/SP

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!