Meu peito apertou
Minhas vistas escureceram
Terra vasta assolou
Inimigos se enfureceram

Deparei-me com a fornalha
Não só de ouvir falar
Mas abrasou minha alma
Quando vi a tempestade chegar

Campo deserto
Como florir em meio o caos?
Senti isto de perto
Sem afundar minha nau

Coração acelerava
A cada nascer do sol
Plena confiança plantada
Semente de girassol

Inclinava-me à tua luz
Sem deixar-me esmorecer
Sabedoria sempre reluz
Fazendo-me florescer

Seus brotos despontaram
Transbordando meu ser
Meus olhos se encantaram
Diante espelho do renascer

E o vento levou
Toda mágoa, toda dor
Minha alma inundou
Sentimentos do amor

Sinto-me agraciada
Com pura brisa celestial
Pétalas enfeitam minha estrada
Vivo a arte divinal

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Maria Lúcia – Martins/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.