Nas entranhas do meu ventre
Âmago da minha alma
Consciente, inconsciente
No centro da nossa palma

Espada de dois gumes
Transpassa o interior do véu
Labareda viva do lume
Chama acesa do céu

Incendeia meu interno
Ilumina cada canto
Transmuta o estado de inverno
Traz sorriso no lugar do pranto

Separa
Fere
Prepara
Difere

Mergulho profundo
Concentro em meu ar
Avesso da bolha mundo
Verdadeiro libertar

Êxtase abissal
Palavras não expressam
Sentimento divinal
No espelho manifestam

Presença aconchegante
Nessa vasta moradia
Face de luz radiante
Pele sente, arrepia

Mãos acolhedora
Ensinando-me caminhar
Fazendo-me vencedora
Estrela eterna à brilhar

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: José Carlos – Santa Fé/PR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.