Não precisamos mendigar
Pelo que já nos foi dado
Basta da vida se apossar
E mudar totalmente seu estado

A porção celeste nos habita
E desde o ventre nos cuidou por sua mão
Nos transborda de sua sabedoria
E da verdadeira satisfação

Preenche, alimenta
Sustenta e completa
Renova, acalenta
Floresce o bem na nossa terra

Frutos excelentes
Paz e compreensão
Sanidade da mente
Cura e libertação

Saia desse cortejo
Da fila da lamentação
Fúnebre e cinzento
Sem cor, sem reação

Olhe para o seu interno
E encontrará o seu tesouro
Reluzindo seu universo
Seu sossego e abrigadouro

O provisório só escraviza
A alma que se prende ao pó
Esvanece, contamina
Acorrenta, sem nenhuma dó

Não precisamos mendigar
Pelo que já nos foi dado
Basta da vida se apossar
E mudar totalmente seu estado

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Maria Lúcia – Martins/RN