Imprescindível viver o que sai de nossas bocas. Os nossos atos é que fazem referência ao que pregamos. Se estes não condizem, então é melhor primeiro agir em nós mesmos, a fim de que a verdade seja uma totalidade e não meramente palavras que saem de nossas bocas. Que Cristo seja testificado em nós em tudo no viver. E o que me espera é uma vida eterna de prazeres e delícias! Mas para desfrutar de tudo que já está preparado depende de qual caminho a consciência escolherá trilhar. Esse caminho é demonstrado pela vivência em atos, pois palavras são como folhas secas, são levadas pelo vento. São as minhas ações em torno da realização do propósito de Deus que me levarão até o corpo do Eterno ou ao vazio do nada. Falar, escrever sobre o conhecimento adquirido é lindo, mas nada se compara com a comprovação de mudança que cada consciência sente em si a medida que avança no caminho da vida, podem ser ínfimas diante do tanto que se tem pra fazer mas valorosas, pois significam vitória sobre a carne, sobre a morte…

Por Loir Xavier