Todos a querem. Procuram em todos os lugares, em coisas, religiões, filosofias de vida. Praticam vários exercícios para quem sabe senti-la e repetem dia após dia essa incessante busca. Paz, estado de espírito, ausência de inquietações, ainda que todas as circunstâncias ao redor insistam em interferir. Essa tão almejada paz está ao mesmo tempo longe das consciências como também bem perto, dentro. Longe, por as mesmas não se aperceberem o quão fundamental é estar diretamente ligado ao Pai, pela consciência. Perto, pois o que as liga a Ele está dentro, a espera do despertar das mesmas para o fato de estarem dentro de um propósito e importa a sua realização.
Paz é um exercício constante de entrega, purificação, realização…É sentir a presença constante do senhor…É estar debaixo dos cuidados do onipotente, à sombra de Suas mãos e saciando-se de Suas águas alimentadoras.

Por Loir Xavier