Em um mundo feito de mentiras, obra do engano, a verdade perdeu-se. As consciências acostumaram-se a falar e a ouvir mentiras, e até já convenceram-se de que mais uma em meio a tantas não faz mal. A verdade em meio disso tudo é que estamos dentro de um propósito, todos indistintamente, e que o mesmo espírito que nos vivifica nos conduzirá a vida eterna no plano espiritual, no céu, junto a Deus. E como todo criador tem para a sua criação uma função a desempenhar, algo que o beneficie, nós enquanto criações carnais produzimos a consciência e esta ligada ao espírito, realizando em si a vontade do Senhor, é o desejo de Deus, nosso Criador. É certo que a carne morrerá e que existe uma eternidade à frente, que o tempo que passamos aqui é passageiro e crucial para tornarmo-nos cientes da verdade e realizarmos esse propósito, para que no dia em que o espírito voltar ao Pai, nossas consciências possam ir junto com ele. Dar importância em viver para o que morre é o maior engano, a maior mentira que cada consciência conta para si mesma!

Por Loir Xavier