Posso afirmar com toda a certeza que as consciências que buscam realizar o propósito de Deus são as que estão sempre sendo visadas ao ataque do inimigo. Vivemos constantemente em um campo de batalha, numa luta incessante contra as forças do mal que querem nos destruir, nos devorar. Justamente por isso a ordem é “sair da carne”, pois é por onde somos atacados. Uma fagulha logo vira uma centelha e sem percebermos um incêndio denso e voluptuoso pronto a nos consumir. Por isso é necessário estar firmados na rocha, buscando sempre no senhor abrigo seguro. Estar em todo tempo vigilantes, com espada em punho a fim de não ceder as ciladas do inimigo. Que o espírito de Deus habite nossas consciências e seja senhor absoluto em nós!

Por Loir Xavier