Afeição, afeto, amizade, modo muito parecido de pensar, ação de possuir os mesmos gostos, vontades e interesses que outra pessoa, semelhança, simpatia, etc. Afinidade é a base para um bom relacionamento, afinal é através dela que as pessoas se encontram, se veem compatíveis. É nas afinidades que os relacionamentos se pautam! Certa vez, ouvi de um homem considerado teólogo, por conta de sua formação acadêmica, que eu deveria buscar relacionar-me com minhas afinidades, na época me feriu, contudo hoje entendo o porquê. Que afinidade tem o Homem com Deus, para relacionar-se com Ele? Nenhuma, pois vive aquém de Suas vontades, entretanto julga ter!

Afinidade também é vínculo e sob este prisma, há uma em comum entre todos os povos, tribos, raças e que não diz respeito a simpatia, gostos, interesses, modo de pensar. É o propósito de Deus, do qual todos fazem parte, cientes ou não, praticantes ou não. E como tal deveria ser parâmetro para o se relacionar, não digo fazer parte dos atos malignos enganosos, mas de mostrar e demonstrar o amor de Deus àqueles que não o conhecem, pois mesmo em meio às diferenças, este amor cria afinidades.

O conceito de afinidade entre os humanos diz respeito à sentimento mútuo obtido através da simpatia, da semelhança encontrada no outro, e por conta disso todas as ações são direcionadas por tal sentimento, porém “se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis?”. É certo que a falta de afinidades causa estranheza e superá-las exige esforço das partes, porém devemos estar sempre dispostos a mostrar-lhes o caminho da verdade de Deus. Todavia para os que alcançaram em suas consciências a sapiência do propósito de Deus, esse deve ser ou ter por pressuposto e parâmetro para suas ações, e de maneira alguma, empecilho, pois o vínculo consciente que os une é o espírito de Deus, que habita em cada vivente.

Afinidade é ter as mesmas vontades e interesses do outro, onde as ações conjuminam e juntos almejam o mesmo fim, buscam um único objetivo, trilham um só caminho, realizam a função para o qual foram criadas, que é de produzir consciência, realizando o propósito de Deus. Essa deveria ser a única afinidade entre os seres, onde todos sem exceção ou separação, se realizado, seriam o povo de Deus! Porém…há sempre um “porém”…

 

Por Loir Xavier

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.