Sinônimo de contentamento, alegria, prazer. Por muito tempo busquei essa alegria, pois sentia imensa necessidade em tê-la. Havia em mim um espaço vazio que nunca era preenchido, me via perdida, abrindo sorrisos desvanecidos que logo se dissipavam. Procurei por muito tempo preencher por sentimentos relacionados à pessoas, queria me tornar em suas próprias peles para talvez sentir-me completa, mas quão tola me tornava ao perceber que nada me dava um completo prazer. Nem a realização profissional, como tão pouco o consumo irresponsável por coisas, apenas faziam sentir-me mais e mais vazia. Falo de outrora, pois hoje sou completa, “sei de onde vim, porque estou aqui” e o que devo concluir em mim, hoje conheço e vivo em plena alegria. Falo do meu senhor, da vida em mim, da minha alacridade sem fim.

Por Loir Xavier