A consciência é um campo fértil e a imaginação desfila por ela, por isso ao lermos a expressão “alcançar o amor”, esta nos remete imagens relacionadas a mesma, algumas até cômicas. Alcançar em sua definição nos diz: chegar junto ou ao lado de alguém, atingir, agarrar, compreender, conquistar uma meta…enquanto que amor é definido como: sentimento de afeição por outrem. Mas o amor é bem mais do que se supõe ou do que se possa definir e para alcança-lo faz-se necessário sorver da fonte do amor. Alcançar o amor é compreendê-lo em sua plenitude, o que é algo profundo e interno dentro de nossas consciências. É conhecê-lo e para que isso se dê precisa-se voltar ao princípio de tudo. O mundo, ou melhor, as consciências que nele habitam não conhecem o amor em sua amplitude mas somente em sua superficialidade, tratando-o como um sentimento entre corpos, de interesses carnais, de favorecimentos. Teêm também o mesmo conceito em relação ao seu Criador, haja visto a inversão totalmente ilógica do propósito Dele. Embora a palavra amor seja um substantivo é principalmente um verbo, pois tudo relacionado à ele, ainda que seja um sentimento, parte de ações. E logicamente toda ação, exige movimento em direção de…Portanto alcançar o amor parte de ações da consciência em busca de conhecer, compreender, reconhecer, realizar, para compartilhar e viver o genuino amor que vem do Senhor!

Por Loir Xavier