Uma bomba relógio programada por si mesmo para explodir a qualquer momento ante uma contrariedade, essa é hoje a definição para o ser humano. Afinal quem gosta de ser contrariado? Quem gosta de ouvir a verdade, haja visto, que cada qual já confeccionou a sua própria, tanto em relação à si quanto em a vida eterna? Falar a verdade é como “cutucar a onça com vara curta”, rapidinho morde, no caso aqui explode! Todos com as torturas carnais à flor da pele, um olhar e cabummm! De suas bocas emudecidas sai um longo grito de quero paz, que se ouve, embora só haja o silêncio. E a paz? Está dentro, no senhor e não fora, onde procuram. Entretanto não basta somente saber onde está, mas sentir, entregar e aliar-se a Ele, para que esta reine no íntimo, no profundo, ao ponto de até mesmo um cisco não mudar o estado da consciência, pois esta encontra-se no senhor e Nele será achada!

Por Loir Xavier