A vida para a carne, para o corpo, acaba! Um dia, o espírito de Deus que age a vida na matéria, voltará a Ele que nos deu! Creio eu, que não seja possível que um ser racional vivente, não tenha ao menos uma vez em sua breve existência pensado sobre tal dia, caracterizado como o dia da morte. Mas se todos pensam já estarem salvos, que ao fechar os olhos estarão no céu, gozando das delícias celestiais, porque então tantos lamentos, tantos ais, tanto medo? Se a morte é o encontro com Deus, porque temê-la? Afinal, diz-se veementemente que o céu é para todos!
Certamente que sim, porém para todos que cumprirem na consciência a soberania do espírito santo de Deus, vivendo, agindo por e na direção em que ele conduz, deixando as práticas carnais mundanas e enganosas, aniquilando o mal, tornando-se puro. Esse é o propósito e para receber o galardão e não haver o fim da vida, na consciência que é eterna, há que se cumpri-lo.

Por Loir Xavier