Todos somos passíveis do julgamento alheio mediante os atos que fizermos ou até mesmo que deixamos de fazer. As consciências emitem suas opiniões condenatórias tendo ou não embasamento para tal ato. Em se tratando do propósito da vida, a lei de Deus é explícita quando diz que somente aqueles que cumprirem na consciência o viver pelo espírito terão a vida eterna.Temos a escolha sobre qual caminho trilhar e qual o seu fim. Vida eterna se andarmos guiados pelo espírito ou vazio eterno se andarmos nos deleites da carne. Cabe aos que conhecem esse propósito e vivem verdadeiramente por ele, alertar uns aos outros sobre qualquer passo em falso que possa o estar tirando do gozo eterno e também as consciências que estão longe afastadas da vontade de Deus à estarem buscando correção, orientação e vida plena no espírito, pois o caminho da carne tem como prêmio o vazio eterno. E isso não é julgamento, mas conhecimento do caminho que nos leva a estar junto à Deus eternamente.

Por Loir Xavier