Bom, prazeroso, é falar, explanar sobre um assunto que se tem domínio.Transmite-se confiança e segurança tanto para quem fala quanto para quem ouve, afinal falar com conhecimento é tudo, principalmente quando o que se está falando é algo vivenciado pelo locutor. Ser autêntico, falar de suas próprias experiências e não ficar a repetir apenas o que ouviu de outrem, pois conhecimento e entendimento se amplia. É óbvio também que os ouvintes precisam acionar o raciocínio para ter entendimento do que está sendo transmitido. Em se tratando do propósito da vida e do fato de que esta se dá através do espírito de Deus, que é uma porção Dele, e que esse mesmo espírito é o enviado para nos conduzir a vida eterna junto ao Pai, que já o é desde os primórdios e que desde sempre será. E ainda mais, que nossas consciências é o seu lugar eterno desde que cumpramos em nós a justiça da lei de Deus que nos diz para que saíamos da carne e vivamos por Ele, tornando-o rei soberano, condutor de todo nosso proceder, pois “carne e sangue não herdarão o reino dos céus”, somente os filhos legítimos, espirituais, é um assunto do qual temos total e irrestrita segurança, confiança, vontade, prazer, disponibilidade, pois a sabedoria que em nós transborda vêm do Senhor e ele nos faz entendidos!

Por Loir Xavier