A porção sem medida!
O senhor, a vida!
Ter o entendimento sobre Cristo requer conhecer o propósito de Deus para cada uma de suas criações. E digo mais, antes a consciência deve estar sedenta por desvendar o segredo da vida, da razão de sua própria vida. Antes, a consciência deve estar faminta do saber e conhecer de Deus! E mais, a consciência deve desnudar-se de suas crenças, ideologias, religião, pois trata-se da verdade de Deus. Para conhecer e entender que do barro fomos criados, mas para que vida tivéssemos foi-nos dado pelo nosso Criador, uma porção de Seu espírito, esse que em nós habita. Sim, a temos porque ele é o verbo que fez-se carne, a ação da vida! Ao raciocinar o propósito, enxerga-se que é a consciência o habitat do espírito. É na consciência que o seu domínio deve ser constante e irrestrito. Também, a ter plena ciência que para tal, a consciência deve lapidar-se, tirando todas as impurezas, até que torne-se rica e desejada jóia. E então saciar-se, inundar-se e como filho fazer-se um com o Pai Eterno!

Por Loir Xavier