Dias intermináveis
Contas impagáveis
Noites insuportáveis
Rotina…rotina…dura rotina!
Cotidiano maçante, angustiante, estressante!
Faça chuva ou faça sol
Seja noite ou dia
Tudo corta como cerol
Machuca, dilacera, desespera
Um turbilhão na mente
Provoca o desejo
De voltar para o inconsciente
Vida carnal
Cárcere do mal
Tédio constante
Realidade trajada de ignorância.
Reclamações, chateações, perturbações
Tédio incessante
Ainda não é o fim
Apenas um presságio
Do eterno breu
Consciente
Vazio
Consciente!

Por Loir Xavier