Num jogo de quebra- cabeças a imagem à ser montada vem separada por várias peças a fim de dificultar a montagem e instigar as consciências ao raciocínio, embora cada peça tenha o encaixe perfeito à outra. Assim também dentro do propósito da vida temos as peças: carne,consciência e espírito. E cada qual fazendo a sua devida função, se daria a realização do que fora o único objetivo do Criador. A carne como criação produziria a consciência esta por sua vez se ligaria ao espírito, que dá vida à carne, faria dele senhor absoluto e assim manifestaria a glória do Senhor, fazendo parte de Seu corpo eterno. E tudo estaria em seus devidos lugares…Contudo a consciência profana sucumbiu aos seus próprios desejos carnais, desviando-se de cumprir sua função, desprezando aquele que Ele enviou como guia e condutor. Hoje são bilhões debaixo de seus domínios, enganando e sendo enganados “cegos guiando a cegos”. Do propósito se tem falado de muitas maneiras, alertado que o tempo é hoje, é agora, mas as consciências insistem em ser peças desconexas, sem encaixe e não completam o quadro da vida!

Por Loir Xavier