Quem dera eu tivesse o poder de mudar essa triste realidade. Em todas as direções me deparo com corações pulsando acelerados, descompassados, vivendo emoções passageiras, momentâneas e no instante seguinte da euforia voltam à velha e já tão conhecida insatisfação. Seus olhos retratam dor, solidão, angústia, tormentos, tristeza, vazio…”Dói meu peito, meu peito dói! “Imediatamente lembro-me de um trecho de uma antiga e tão atual canção que diz: “satisfação é ter a Cristo, não há maior prazer já visto, satisfação sem fim!”
Alegria, satisfação, prazer, paz indizível só encontramos verdadeiramente quando voltamos nossas vidas, nossas consciências a ser, viver e fazer a vontade Daquele que nos formou. Nosso alvo não é viver as coisas terrenas, mas sim as eternas e para tal temos um propósito a cumprir em nós, viver mediante o espírito de Deus, até nos tornarmos espirituais, até sermos parte do corpo eterno!

Por Loir Xavier