São tempos de terras áridas, esturricadas, exauridas de vida, em estado deprimente, onde nada brota, onde a semente não encontra abrigo. Há muito vêm sendo oferecido um manancial de águas que jorram de uma fonte inesgotável, capaz de mudar o estado de tais terras e convertê-las em lugares férteis e abundantes de vida. A única água que as livrará de toda sequidão, encharcando seu solo com chuvas torrenciais vindas do céu. Fonte perene de luz e de onde correm as águas da vida eterna. É preciso lançar-se em um mergulho profundo dentro de si mesmo, rumo ao conhecimento e ao entendimento, abrir seus olhos e enfim experimentar o delicioso encontro com a rocha firmada em cada um, limpar-se de todo estado carnal que as prendem, e voltar à tona certos de que somente nela há completa saciedade.

Por Loir Xavier