Falar que estamos dentro de um propósito e discorrer sobre o mesmo para as consciências é como mostrar um bicho com sete cabeças. Á princípio escutam, balançam a cabeça, apertam os olhos e saem atônitas e atordoadas como se estivessem prestes a serem pegas por ele (o bicho de sete cabeças), passam a nos evitar à todo custo. Pois bem, pasmos ou não, a verdade é que temos uma razão para estarmos aqui, temos e somos a consciência e como tal uma função a cumprir. Certamente não estamos aqui simplesmente por estar ou tão somente para nascer, crescer e morrer. Até mesmo os animais, as plantas tem uma função a cumprir, imagine o ser humano, sendo o único a possuir consciência! Há um caminho para se percorrer e um tempo para tal, e esse é enquanto o espírito da vida ainda a dá. Ás vezes cansa falar…falar…falar…E consciência nenhuma atentar-se para o som propagado, mas “maior é o que está em nós do que o que está no mundo”, e que” nao haja silêncio” em nós!

Por Loir Xavier