Escolher para si um caminho, ou melhor o caminho. Vejo que as consciências já caminham por um largo, espaçoso, plano mas sem luz. E a luz está lá onde as vistas podem alcançar, onde só o raciocínio as fará chegar, conhecer e se deleitar nela. É importante ressaltar que o tempo é agora enquanto estamos aqui, enquanto a chuva ainda molha a terra e há a possibilidade de plantio. Todos os dias as sementes estão sendo lançadas, mas encontra campos com inúmeras ervas daninhas que acabam por sucumbir e sufocar a boa semente, que não nasce. Mas a chuva ainda cai, não cessou…E as sementes continuam sendo lançadas por todo o campo com o intuito de finalmente encontrar um lugar fértil onde cresça e surja um broto novo, vigoroso, cheio de luz, despontando uma árvore frondosa. O caminho é estreito, o tempo é hoje e a escolha cabe a cada consciência entre ser árvore frondosa plena de vida ou ser sucumbida pelas ervas daninhas e morrer!

Por: Lo Xavier