Tal expressão demonstra claramente sob qual domínio estão as consciências em sua totalidade, salvo alguns. A carne e os sentimentos que brotam por sonhos, desejos, busca incessante por realizações e tantos outros que não cabe relacionar, pois são óbvios, estão de tal forma impregnados nas consciências que chega a ser penoso. São escravas de um domínio vil, perverso, mas que se apresenta revestido de bondade, satisfação e doçura. Cega os olhos, faz trôpego os passos, dilacera a alma. Verdade deturpada, consciências enganadas, honra e glória a criatura e ao Criador nada, nada, nada. Não conhecem ao seu senhor e sequer por Ele têm amor, pois vivem enclausuradas nesse mundo obscuro, sombrio, frio e seu fim será tormentos, lamentos, vazio.

Por Loir Xavier