O ciúmes é um sentimento maléfico! Muitas vezes é causado por um distúrbio da consciência, mas também muitas vezes é provocado pelo ego do outro envolvido. Por estimular no outro o ego, o prazer exacerbado de ser o centro dos pensamentos e querer deste, estimula e busca situações onde o ciúmes aparece e domina. Entretanto, sabemos que a consciência tem o poder de escolha em tudo e ser escravizado por esse tipo de sentimento ou de qualquer outro depende somente de seu próprio querer. É horrível se ver acorrentado a paranóias que destroem o amor próprio, promovem a baixa estima e ainda te joga nos infernos. A liberdade deve ser perseguida aprendida, exercida e isso só com o espírito de Deus, mas depende exclusivamente do querer da consciência em não ficar só com o falar, mas principalmente com o exercitar. Todo sentimento proveniente da carne é sanado se a consciência com afinco e verdadeiramente buscar a saída, isso hoje é claríssimo e certo em minha consciência. E vejo que o princípio da liberdade já começa quando se predispõe à ela. Eu digo isso com propriedade, pois ao conhecer e ver-me dentro do propósito de Deus, percebi que nada vale mais que a minha eternidade e afirmo que não é só em relação ao ciúmes, mas a qualquer outro tipo de ligação, sempre digo e repito que tudo é uma questão de exercício e tenho junto com o meu senhor, que me admoesta a prosseguir, exercitado a liberdade que nele encontrei. Sim, estou próxima, bem próxima a libertação dessa amarra do engano!

Por Loir Xavier