“O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, nós ensinaremos aos nossos filhos!” Infelizmente é dessa maneira desde os primórdios até os dias de hoje, como a brincadeira do telefone sem fio, a medida que a mensagem é passada e repassada, vai sendo mudada, tanto no que se fala quanto no entendimento. Da mesma maneira que fomos ensinados, ensinamos. Então quando encontramos a verdade percebemos o que realmente é de suma importância. Temos a responsabilidade de fato tanto em questão do que a sociedade exije, quanto com a vida espiritual de nossos filhos, mensurando com firmeza a de maior valor, ou seja, a espiritual. Vejo que a falta do conhecimento do propósito e de quem de fato somos, leva-nos ao erro, pensando acertar. Para os pais (pai e mãe) é dilacerante saber que induziu o filho ao caminho por onde não deveria seguir por não buscar em Deus a Sua verdade.

Por Loir Xavier