Primeiramente o conhecer à Deus, pois só assim conheceremos a nós mesmos! Saber exatamente quem somos, ter a ciência de que temos um corpo, que é nossa existência carnal, mas que somos a consciência e ela é o que Deus busca em nós. Abandonar de vez o taciturno inverno e sair para a luz quente e envolvente do verão. Realizar em nós, em nossas consciências, a obra para qual fomos criados com tamanho esmero e perfeição, sermos executantes de tão perfeito e arquitetado projeto. Começar desde a fundação da casa, arrancando tudo que obstrui, levantar tijolo por tijolo, fixando-os com a palavra do céu ao som da música magistral que o espírito entoa em nossos ouvidos. Render louvores ao Senhor com os nossos atos diante Dele, fazer de nossas consciências uma eterna canção de adoração, filarmonicamente sincronizadas com Sua vontade. Bendito seja o nosso Deus que assentou em nós o senhor da vida, que nos curou a cegueira, que calçou nossos pés, faz-nos andar e deu-nos a libertação! À Ele toda honra e glória!

Por Loir Xavier