Ao perceber seu erro
Sentiu o pesar da tristeza
Junto a alegria do reconhecimento
Uma pitadinha de destreza

Viu onde errou
E arrependeu-se
Decepcionou-se
Com o que acometeu-se

Porque é sobre nós
Sim, cai sobre nós
Percebemos que em tempo atroz
Às vezes damo-nos nós

Então a dor escorre
Molha a tez e pinga ao chão
Mas a esperança explode
Feito lava de vulcão

É tão bom compreender a linguagem do céu
Seu sussurrar faz transcender
Não há descrição em papel

É algo sentido
No profundo do imo
Um coração contrito
Faz mudar todo o sentido

Muda o ritmo
O destino
Entra no trilho
E segue ao paraíso

É tão bom aprender com o amor
Nos faz ser minucioso
É como flor tocada pelo beija flor
Que em troca o abraça carinhoso

O desapontar
Até pode trazer bons frutos
Quando a alma se põe a acordar
E do pó vive de luto

Admitir a própria falha
É o início de um bom caminho
Percepção ensina a alma
Arrancar os seus espinhos

Patricia C.