Nós estamos dentro de um propósito e este é real, sabemos que o mundo inteiro é cego quanto ao propósito da vida, mas nós não devemos ter medo de ofender as consciências ao falar da salvação de Deus, pois é a verdade do Senhor, embora não gostem de ouvir o que falamos, mas temos que de alguma forma fazer as palavras chegar ao povo, pois somos semeadores da semente da vida. A nossa alma fica até leve quando deixamos as águas do céu sairem de nossas bocas para aguar as terras secas e sedentas. Falamos da razão da vida, do porque estamos aqui, da nossa existência nesse mundo, não é religião o que vivemos, o que retratamos, o que tentamos passar para os povos, isto que divulgamos não é coisa de igreja, mas é o propósito de Deus, a vida eterna no céu, a salvação das nossas almas pelo espírito santo. Vemos os olhos brancos, opacos, sem a luz da vida dentro de si, isto é sofredor, pois estamos mostrando o caminho, a verdade e a vida a todos. Tem pessoas que ficam ofendidas ao ouvir o que não querem, como por exemplo, a realidade do propósito de Deus, pois este vai contra toda uma história fantasiosa vivida aqui nessa Terra e por estarem todas acomodadas no engano, não enxergam a mão divina do Criador dentro delas e nós não devemos ter medo de ofender as consciências com a verdade, é claro que não precisamos sermos brutos com os cegos, mas devemos falar com amor, humildade e simplicidade no coração. É bom também sempre nos colocarmos no lugar do outro para o sentirmos e agir com mais compreensão…

Por Maria Lúcia