Toda a humanidade anda em corda bamba e está por um fio, mas elas não enxergam a própria tragédia, onde a qual é muito triste. Esta nossa carne irá morrer e tudo que estiver sobre ela cairá, inclusive a consciência que nela se ligou, é uma eternidade em trevas, sem luz e no seu vazio ouvirá apenas seus gritos e gemidos. Para quê viver assim com os demônios carnais atormentando o coração? Temos a vida do espírito, então vamos lutar por ela! Hoje vejo e sinto as minhas dores, pois enxergo onde me liguei, me liguei na coisa errada, num ser que vai para debaixo da terra, grito em meu íntimo com minhas feridas e cada vez que coloco o remédio, espirra sangue delas, mas levanto a cabeça e procuro abrigo no meu senhor e depois quando passa a dor me lavo com as águas que o senhor me dá, como do seu pão, me acalmo e vou limpar o sangue que tirei do meu corpo e assim Deus vai me ensinando como devo fazer e agir, pois vim aqui por um único objetivo, realizar dentro de mim o seu propósito, não vou atrás da humanidade que já está em desgraça, mas estou em busca da minha vida eterna no céu. Nós vemos o vazio na face das pessoas, olhares tristes, passos sem rumo, solitários, são corações perdidos que têm apenas como companhia a própria sombra, é terrível ver isto, mas é a verdade do que é, é trágico o fim das consciências e será para mim também se eu não fizer o que vim fazer aqui. E não vou sossegar enquanto a paz do meu senhor não reinar dentro de meu coração…

Por Maria Lúcia