Temos que ser consciências sábias, livres, que não guardemos nenhum rancor, mágoa ou ressentimento de ninguém. Mas devemos ter muita compreensão para compreendermos a nós mesmos e que também possamos compreender ao nosso próximo. Devemos a partir de agora cumprirmos com a vontade de Deus, começar a plantar a semente do amor para colhermos o fruto da compreensão, devemos ser a mudança de todos e não esperar nada de ninguém, mas esperarmos de nós mesmos. Eu é que preciso mudar, me transformar e me tornar em um novo ser, só assim verei a luz da vida raiar dentro de mim. Eu é que devo ponderar, discernir e compreender a tudo e a todos. Eu é que devo saber a hora de falar e a hora de me calar, a hora de servir e a hora de ser servida, tudo está em minhas mãos e só depende de mim para eu evoluir, crescer no entendimento que vem do alto, e nunca esperar no outro o que eu mesma devo ser.

Por Kátia Campos