Sabemos que este mundo está cercado por todos os lados de enganos, quem mente mais está abarrotado de pessoas ao seu lado. Aqui tudo está virado dos avessos, o amor não mais existe, a pureza passa largo, a verdade todos desconhecem e as consciências se encaminham ao precipício. Sabemos que o mundo está assim por culpa dos seus moradores, pois onde era para as pessoas cuidarem do mundo e principalmente de suas próprias consciências que produziram neste mundo, elas mesmas estão se lançando ao vazio eterno. Ninguém bate à porta da verdade e pergunta: o que estou fazendo aqui? Mas todos continuam vivendo esta vida aqui do mundo vazios, angustiados, sem saberem para onde estão indo.

Tudo tão simples, tão claro, bastaria as consciências raciocinarem para enxergarem a vida do espírito dentro de si, batendo a porta de seus corações todos os dias, como que pedindo: deixe eu entrar! Só o espírito de Deus pode mudar as nossas consciências, nos transformar de um ser rastejante para um ser voador, assim como acontece na metamorfose da lagarta, que vira uma linda borboleta. Mas para isso a consciência deve se entregar ao espírito, se doar por inteira, confiar que ele moldará e nos transformará em um novo ser, o ser do céu, o filho do Altíssimo.

Por Kátia Campos