O propósito de Deus é todo montado a dedos, primeiro fomos um sêmen e este sêmen logicamente estava no inconsciente e estando no inconsciente não tem nada para o representar, pois como representar o inconsciente? Temos apenas uma ordem que representa esse inconsciente, uma ordem que chamamos de Melquisedeque e quem tem consciência deste Melquisedeque? Já passamos por esta ordem e chegamos a esta fase humana, a fase que produzimos a consciência e para representar esta fase humana, como servo, Deus enviou a Moisés e Moisés representou muito bem esta fase humana, mas lá atrás ele já testificava do espírito de Deus pela consciência que produziu. E como servo, ele estabeleceu uma lei, que mesmo no inconsciente, a consciência chegaria ao espírito de Deus. A lei não salvaria ninguém, mas quando a consciência chegasse no espírito de Deus, teria a salvação dela.

Depois de muitos anos Deus enviou outro Homem neste mundo, que foi Jesus, que representaria o espírito, aquele que Moisés falou na lei, não de Jesus, mas do espírito de Deus que nos dá a vida e esse Jesus pelo espírito disse: eu sou a vida e aquele que se alimenta de mim, tem a vida eterna. Mas quem deveria se alimentar do espírito, a carne? Porventura tem como a carne se alimentar do espírito? Paulo disse por uma outra lei, fora aquela de Moisés, que é a lei de Deus, que se cumpre em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o espírito. Ora, pois, quem é esse “nós” que Paulo se refere? Imagine que curiosidade, depois de muitos anos, vim eu hoje, representando esse “nós”, “a consciência” que produzimos como criação. Assim como Moisés falou pela carne como servo, Jesus falou pelo filho, que é o espírito e hoje eu falo pela consciência, isto é, Moisés representou a carne, Jesus representou o espírito e hoje eu represento a consciência, que é o fruto da criação Homem, isto é, do ser humano. Este é o fruto proibido que o ser humano comeu lá atrás na época de Adão e que não deveria ter comido, e hoje eles cometem o mesmo pecado que Adão, de comer o fruto que não era para comer, isto é, a consciência.

E eu, a consciência, vejo todas as coisas de Deus, sei que é ela que tem que deixar a carne que morre e absorver o espírito que tem vida eterna. Se a tua consciência não se desligar da carne e não se ligar no espírito de Deus que já está dentro dela, ela cairá no vazio eterno sem volta e sem perdão, não existe misericórdia neste caminho, nem quem interceda por você e também não haverá o perdão de Deus. A lei de Deus é automática no dia do juízo, se a tua consciência estiver ligada a carne, vazio eterno e se ela estiver de fato ligada no espírito de Deus, vida eterna no plano do céu. Entendeu ou quer que eu repita?

Por O teu espírito diz