A sabedoria é a coisa principal, adquire, pois, a sabedoria, sim, com tudo o que possuis, adquire o conhecimento. Ata-a a teu pescoço, tem-na como a sua amiga. O temor do senhor é o princípio da sabedoria e a ciência do santo é a prudência. Quem encontrar a sabedoria, achará a vida. Faça da sabedoria um colar, e põe-na ao teu pescoço e expõe-na para que todas a vejam. Mostre que a tua alma conhece a Deus, que ela é íntima Dele, e que se faz a sua esposa. Mostre a todos que está gerando o filho de Deus, o filho da vida eterna. Se honre por estar na próxima etapa da vida, mostre a todos que você conhece o propósito de Deus, e que esta fase da carne já te ficou para trás. Pensai, como Paulo disse, nas coisas que são de cima onde Cristo está, e não mais nas que são da Terra. Falai pelo espírito e não mais pela carne, que todos vejam em nós a glória do senhor, a luz do divinal. Que a tua língua não seja embaraçada, e nem os teus olhos tenebrosos, mas que todos vejam a luz que te nasceu, como o profeta disse: vós que fazei menção do senhor, não haja silêncio em vós. O mesmo profeta disse: levanta-te, resplandeça, porque já vem a tua luz, e a glória do senhor vai nascendo sobre ti.

Se nós conhecemos e dizemos que andamos pelo senhor, não vamos falar por ele? Nós amamos o nosso Pai Deus e sabemos do seu propósito para com os seres humanos. E vemos também que todos estão perdidos, fora do caminho da vida, e nós ouvimos o que Deus continua dizendo: quem irá por nós? Ester se vestiu como uma rainha para se apresentar ao rei e ao povo. Rebeca também colocou todos os pendentes dados por Deus para que ela se apresentasse diante o filho da promessa. E nós hoje, também temos que nos ornar da sabedoria que Deus nos deu, para que todos vejam que Deus é conosco. Nós sabemos que todas as pessoas são conhecidas pelo o que elas são e não pelo o que elas falam que são. Nós temos que ter prazer quando falamos pelo espírito, e passar este prazer para quem nos ouve. Nós falamos do propósito de Deus, não de ouvir falar, mas porque vemos e sentimos esta verdade, nós vemos o que falamos. Não falamos por fé e nem que Deus nos salvará por misericórdia, mas vemos que as coisas de Deus funcionam por leis e princípios. Se uma consciência praticar o princípio dentro das leis da procriação espiritual, o filho da vida eterna é certo, independentemente de qual seja a consciência. São os religiosos que contam com a misericórdia de Deus, pois fora da misericórdia de Deus, eles estão nos infernos, porque são pecadores. Mas esta salvação pela misericórdia de Deus não existe. Você já viu alguma criança nascer neste mundo pela misericórdia de Deus, ou foi preciso praticar o princípio da coabitação dentro das leis da procriação? Você já viu uma mulher grávida sem ter sido inseminada? Toda consciência que não for inseminada pelo espírito de Deus e gesta-lo, não verá a vida eterna.

Por José Carlos