A estrutura é o que segura uma casa, é o que a mantém de pé, ela deve ser bem firme e fundada no solo e depois deve ter as colunas e as vigas. A consciência é considerada uma casa, e ela também deve ter uma estrutura mental para mantê-la de pé, ela deve estar bem firme e fundada na rocha, e também deve ter uma estrutura forte para suportar as adversidades desta vida. Jesus até disse: aqueles que ouvirem as minhas palavras e as praticarem, compará-lo-ei ao Homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha, e vieram os ventos e as tempestades, e bateram com ímpeto contra aquela casa, mas ela não sofreu dano algum, porque estava firmada sobre a rocha, mas aqueles que ouvirem as minhas palavras e não as praticarem, compará-lo-ei ao Homem imprudente que edificou a sua casa sobre a areia, e vieram os ventos e as chuvas, e bateram com ímpeto contra aquela casa e ela caiu, e foi grande a sua ruína, porque estava sobre areia e não tinha firmeza. Jesus quis dizer que as colunas e os vigamentos são o entendimento do que é falado, e nós falamos do propósito de Deus e a base do propósito Dele é o espírito que Ele nos assentou pela vida. A consciência que estiver fundada sobre o espírito de Deus, jamais sofrerá algum tipo de abalo, pois o espírito é uma base sólida e eterna, mas quem edifica a sua consciência sobre a carne é volúvel, porque a carne é uma base morta e no primeiro ventinho que vier, irá tudo para o chão.

Nós estamos dentro de um propósito e o entendimento deste e a prática dele é fundamental para mantermos a nossa casa, que é a consciência, em pé, pois quem já não viu um corpo carnal morto e tudo ir para debaixo do chão? Agora imagine uma consciência firmada na carne, um dia ela morrerá e a consciência cairá no vazio eterno. O mais difícil de falar do propósito de Deus é colocar o sentimento na consciência que estamos dentro dele, trata-se de uma verdade, uma verdade tanto quanto você morrerá um dia na carne, pois esta base é provisória e a consciência que se firmar nela, cairá no abismo eterno. Agora como chamar atenção da consciência para o propósito de Deus, uma vez que todas elas se firmam na carne e fazem dela a sua pessoa? O espírito fica ignorado dentro das consciências e ninguém faz caso algum dele, como disse o profeta Isaías, sendo que ele seria a nossa vida e paz, no entanto, ele fica esquecido dentro das consciências. A nossa paz eterna estaria no espírito, a nossa rocha bem firme e fundada, como Deus disse: quem crer nele não será confundido. Seria ele quem nos guiaria no caminho da vida, nos transporia de planos, seria o corpo eterno das nossas consciências lá no plano do céu, a terceira e definitiva fase da vida, mas o espírito ficou totalmente ignorado e as consciências fizeram da carne a sua base sem nenhuma estrutura mental.

Por O teu espírito diz