O silêncio clama dentro de todas as consciências e todas elas sentem o complexo de culpa por não ouvirem o silêncio. De alguma forma o silêncio diz: você está dentro de um propósito, e geralmente a consciência procura fugir deste propósito com afazeres deste mundo. Querem construir casas, juntar bens, capital, pensam ser úteis a sociedade, a família, ao meio em que vivem, mas o dedo do silêncio continua lá no fundo da alma cutucando-a para o segredo da vida, a consciência tenta se esquivar, pois a razão da vida tira ela do que quer neste mundo. Mas de que vale construir uma fortuna neste mundo e não levar nada para a eternidade? Viverá poucos anos e tudo será jogado fora, principalmente a consciência, como Jesus disse: de que vale ao Homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Os seres humanos querem construir fortunas neste mundo, mas perderão a própria alma e toda fortuna que eles juntam neste mundo não tem como comprar nem um segundo da vida.

Deus já nos deu a vida eterna, mas só que esta vida está em seu espírito que Ele nos assentou pela vida, o espírito de Deus já está em nós pela vida, basta a consciência enxergá-lo, se desligar da carne que morre e se ligar nele, que ela terá a vida eterna. Acontece que tudo que a consciência quer, está na carne, é a família, os bens materiais, o dinheiro no banco, o poder, o status, a aparência, mas de que vale tudo isto se você jogará fora no dia em que morrer? É loucura o que os seres humanos cometem contra si mesmos, na verdade, a louca é a consciência, pois é ela que passará uma eternidade no vazio sem ter o que fazer, acabou toda a sua glória e agora até um cachorro morto é mais útil do que você. Você que construiu tantas coisas, jogou tudo fora num só momento, não terá a vida eterna do espírito e nem mais esta vida aqui do mundo, mas a tua consciência cairá numa solitária eterna.

E o silêncio continua clamando na sua alma, e você fazendo que não o ouve, mas mesmo o silêncio ferindo a tua alma, você busca os remédios deste mundo para aliviá-la. Não adianta tentar matar a carne com tarjas pretas, ou drogas, ou álcool, porque o dedo de Deus não sai da sua consciência, e é no silêncio que você tenta fugir de si mesma, mas quanto mais você tenta fugir do silêncio, mais ele bate à sua porta. Triste mesmo será quando ele levar a tua vida para sempre e a tua consciência cair numa masmorra eterna, daí você entenderá que deveria ter ouvido o silêncio. Malaquias disse, que é para aquele dia que nós temos que nos preparar, pois é naquele dia que você descobrirá quem fez a vontade de Deus e quem não fez.

Por O teu espírito diz