Jesus não nos salva na qualidade de salvador da pátria, mas nos salva na qualidade de exemplo. Se a tua consciência fizer o mesmo que a consciência de Jesus fez, ela estará salva, mas se não fizer, já está condenada. A lei diz: se morrermos na semelhança da morte de Jesus, ressuscitaremos também na semelhança da sua ressurreição. Jesus não morreu com trinta e três anos como todos os religiosos pensam, mas Lucas disse assim dele: e o mesmo Jesus, começava a ser de quase trinta anos, sendo filho de José, José de Eli, Eli de Matate… até ali Jesus era filho de José na carne, mas a partir de então, ele morreu para a carne e passou a ser filho de Deus no espírito, isto é, a consciência de Jesus morreu para a carne e ressuscitou para o espírito. E foi a partir de então, que ele começou o seu ministério aqui na Terra. Não se ouve falar de Jesus até os trinta anos, mas só que ele crescia em sabedoria e no espírito de Deus. Mas a partir dos trinta anos, ele iniciou de verdade a sua vida pelo espírito, morrendo para a carne e assim ele passou a ter poder de oferecer sacrifícios a Deus aqui na Terra, como o profeta Isaías disse: com o sopro dos teus lábios, matará o ímpio. E este foi o ministério de Jesus aqui na Terra, matar o ímpio das consciências e ressuscitar o justo dentro delas.

E é isto que nós hoje também fazemos, eu e meus irmãos, tentamos matar o ímpio de dentro das consciências, pela palavra da verdade de Deus, e ressuscitar o justo dentro delas. Paulo disse que a lei de Deus se cumpre nas nossas consciências que não andam segundo a carne, mas que andam segundo o espírito, como Jesus andou. Paulo também disse que o único sacrifício que agrada a Deus é o sacrifício de si mesmo na carne. Mas se a tua consciência andar pela carne, julgando que Jesus já morreu no seu lugar, e que ela pode andar pela carne como quiser, ela está redondamente enganada, pois Paulo disse: se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima onde Cristo está. Pensai nas coisas que são de cima e não mais nas que são da Terra, mortificai, pois, os vossos membros que estão sobre a Terra, e quando Cristo, que é a vossa vida, se manifestar, então manifestareis com ele em glória, isto é, no céu. Paulo não disse que a nossa vida é Jesus, mas sim Cristo. Cristo não é Jesus, mas Jesus também andou por Cristo. Cristo já é este espírito que nos dá vida hoje, este é o vindo de Deus as nossas consciências. E assim como Jesus andou por Cristo, nós também devemos andar.

Mas tem muitas consciências safadas que dizem que Jesus já morreu no lugar delas, para andarem pela carne como querem, segundo esta regra que elas mesmas criaram. Todas estas se encontrarão com o diabo nos infernos, com certeza.

Por O teu espírito diz