Temos em nós três elementos se assim podemos dizer, a nossa carne que a vemos, o espírito de Deus que está em nós pela vida e a consciência que produzimos como criação. A carne, como todos sabem, é apenas uma criação descartável e sairá de cena, sobrará então a consciência que é eterna e que se trata de um estado e não tem como mais desproduzirmos este estado, e o espírito que é a existência de Deus e que tem vida própria e é eterno.

Então temos em nós uma existência provisória que é a carne, e duas “existências” eternas, se assim podemos dizer, que uma é a consciência, que na verdade, se trata de um estado e a outra é o espírito que é a existência de Deus e tem vida própria. Na verdade, a consciência não é uma existência, mas trata-se de uma existência eterna, não sei se fui compreendido. Então dentro do propósito de Deus, a simetria perfeita se faz entre a consciência e o espírito de Deus, pois a consciência com a carne não vai muito longe, uma hora a carne morre e a consciência prosseguirá no vazio eterno. Uma existência é incoerente com a outra, pois uma é eterna e a outra é provisória, mas a consciência com o espírito, são eternos, tanto o espírito quanto a consciência.

A consciência que enxergar esta simetria perfeita e deixar a carne e se unificar ao espírito de Deus, estará na próxima e definitiva fase da vida, mas a consciência que não enxergar isto, cairá mesmo no vazio eterno depois que a carne morrer, isto é uma coisa lógica, de fácil entendimento, pois todos conhecem a lei que diz: e o pó volta ao pó como era e o espírito volta a Deus que o deu. Neste dia é que chamamos o dia do juízo de Deus, a questão de tudo é a consciência, pois a carne já está definida, ela voltará ao pó e o espírito também já está definido, ele voltará a Deus, o que está indefinido aqui é a consciência, para onde ela irá depois que o espírito e a carne se desfizer. É lógico o resultado, se ela estiver ligada a carne no dia do juízo, ela cairá no vazio eterno por falta de um corpo, pois nem ficou com a carne que morreu e nem voltou com o espírito a Deus, mas se ela se desprender da carne e se ligar no espírito, no dia do juízo de Deus, o espírito voltará a Deus e a consciência irá junto com ele, e lá no plano do céu, a consciência terá a vida eterna dele, enquanto a carne voltará ao pó e perecerá sozinha, ou isto não está claro na tua consciência?

Por O teu espírito diz