Sou uma criação, e como tal produzi a consciência que é o fruto do desejo do meu Criador. Por ter sido a carne quem produziu a consciência, a consciência é ligada a ela naturalmente, mas o propósito de Deus a nós seres humanos é justamente esta consciência quando madura, se desligar desta carne que morre e se ligar neste espírito que Deus nos assentou pela vida. Se soltar das amarras desta carne, pois ela é quem aprisiona e escraviza a consciência para que ela faça tudo o que a carne quer, pois, o tempo dela é o agora e a qualquer momento ela morrerá, mas o espírito é a nossa vida, ele é eterno, a consciência que se liga no espírito é livre, viverá eternamente e a paz reinará nela por toda eternidade. E enquanto ainda estiver passando por este mundo, navegará tranquilamente pelas águas da sabedoria que jorra por nossas entranhas, que são as palavras que vem do Pai para nos lavar e nos purificar de todos os enganos. A consciência se desliga da carne que a acorrenta e se coloca nas mãos do espírito, ele a guiará até chegar ao seu lugar eterno. A consciência soltou o cabo da nau que a prendia neste mundo e enxergou o seu libertador. Agora sim, a consciência navegará pelas águas tranquilas até chegar no seu verdadeiro lar e nos braços do Pai descansará por toda eternidade.

Por Rozivane Pereira