Sobre voar…
É sobrevoar
Mergulhar no azul
Encontrar-se lar

O olho que vê
Capta tudo a sua volta
Tende somente a crescer
Escancara a sua porta

Sente o exalar da rosa
Reconhece o seu murchar
Sua pétalas que caem à volta
Nasce o broto e o transformar

Sente-se flor
A qual nasce na aurora e no fim da tarde falece
Dá adeus a sua dor
E a vida no imo engrandece

Medita entre lumes
Somam-se suas luzes
Aumenta-se em volume
Emaranha-se aos vaga-lumes

A coruja abriu suas janelas
Na tentativa de vislumbrar
Cada detalhe da Terra
Sua cerviz pôs a girar

Parece uma unidade
Quando pela vida se encontram
Destreza da divindade
Cores vivas que encantam

É sobre voar
Sobre metamorfosear
A vida e o amar
Em um há de transformar

Por Patricia C.